Arte

Emprego

Post Page Advertisement [Top]

Imagens: Amazon Prime.

Hoje mais do que nunca ver filmes e séries em casa é uma das principais formas de entretenimento das pessoas. Netflix, Amazon Prime, HBO Go, Globoplay e outras tantas plataformas disputam a atenção do público com opções diversas de conteúdo. E você, assina qual serviço? Vamos falar um pouco do Amazon Prime, um dos streamings mais populares do mundo que chegou de mansinho, mas que agora já compete com a Netflix pela preferência dos clientes - é só perceber a popularidade de séries próprias da marca, como "The Boys" ou "Fleabag" para se ter uma ideia. 

Será que vale a pena assinar o Amazon Prime? Confira o que achei: 

- Suporte:
você pode assistir pelo site ou no app para celular, no tablet, no notebook ou na Smart TV, em até três dispositivos ao mesmo tempo. É possível ainda ver sem internet, baixando as produções no seu iPhone, iPad, tablet ou num dispositivo Android. Eu assisto geralmente no notebook sem problemas, mas quando vou para a Smart Tv, o processo é mais "chatinho", pois o controle remoto é quem faz as "vezes" do cursor e isso acaba demorando um pouco mais. 

O campo de procura fica um tanto escondido e isso requer um pouco de paciência de nossa parte para digitar o nome do título. Acho que o Amazon poderia disponibilizar recursos para facilitar mais a experiência do usuário, oferecendo maneiras de encontrarmos o que buscamos sem tanto "drama". Fica a dica!

- Visual: ao abrir o Amazon, você tem o vislumbre da página inicial - na parte superior, tem sugestões de lançamentos, geralmente de produções originais e, logo abaixo, as seções com filmes de drama, comédia, romance, entre outros. No canto, à esquerda, há as guias "filmes", "séries","kids" e "canais", além do campo de busca, no canto superior direito. Acredito que a plataforma poderia disponibilizar recursos para uma procura mais refinada. 

Outro ponto é que, muitas vezes, quando clicamos no título para saber mais informações, o filme/série já começa. Talvez se a Amazon incluísse o trailer da produção ou um pequeno resumo sem precisarmos clicar, só passando o mouse/cursor, poderíamos saber mais sobre seu conteúdo e decidir melhor se realmente querermos assisti-la. Também acho as miniaturas das produções um tanto pequenas; sei que existe a questão do espaço, pois o streaming possui centenas de longas/seriados, mas esse aspecto poderia ser melhorado.

- Legendas/Áudio: você escolhe o que quer assistir e, dependendo do que for, não há como escolher o modo dublado ou legendado. Há produções que só tem uma única opção de áudio e você só fica sabendo disso quando o filme já começou. Novamente, na miniatura do título, essa informação poderia ser incluída.

- Conteúdo: Os filmes da Marvel, Pixar e de Star Wars eram um dos motivos que fez muita gente assinar o Amazon Prime. Só que a Disney, de olho no lançamento de seu próprio streaming - que aqui no Brasil será no dia 17 de novembro - , tirou praticamente tudo o que é dela desse site e de outras plataformas. 

Então atualmente o cardápio da Amazon se segura em produções próprias consagradas pelo público e crítica, tais como "The Marvelous MrsMaisel" e "Good Omens", e filmes/seriados de outros estúdios. Há muitos títulos interessantes no streaming, tais como: "Chef", "Supernatural", "Como Eu Conheci Sua Mãe", "Prison Break", "O Lado Bom da Vida", "O Operário", "Nosferatu", entre outros. 

A Amazon poderia criar meios para destacar mais essas boas produções, pois muita gente fica só na home do site e não explora o catálogo em toda a sua extensão. Um dos recursos que vem sendo utilizado pelo streaming são as propagandas dos filmes, séries e do próprio serviço em si que rodam antes dos títulos. É algo que não atrapalha muito e é uma maneira de divulgar outras opções para o público conferir.

- Preço: o valor da plataforma, por mês, é R$ 9, 90, bem mais barato do que o plano mais em conta da dona Netflix: R$ 21, 90. Já o plano anual da Amazon custa R$ 89, 90. O público pode ainda conferir por 30 dias grátis o catálogo.

- Vantagens: o Amazon oferece frete grátis nas compras no site da marca, além disponibilizar músicas sem anúncios. 

- Conteúdos Extras: aí você pagou quase dez reais pelo Amazon e descobre que, para assistir a alguns conteúdos, tem que desembolsar um pouco mais. O streaming começou, recentemente, a oferecer o Prime Video Channels, "canais" para os assinantes terem acesso a produções da HBO, Sony, MGM, entre outras. Há quem pague, mas não deixa de ser um pouco frustrante para quem, por exemplo, quer assistir ao mais recente filme do Homem-Aranha e não sabia dessa nova condição. Lembrando que é possível assistir gratuitamente a esses canais por sete dias.

Entendo que os profissionais precisam encontrar formas de monetizar nessa nova realidade em que o cinema deixou de ser uma das principais formas de lazer na rotina de muita gente, mas ao cobrar para o público assistir a algo na plataforma, o cliente paga duas vezes. 

- Conclusão: sim, é muito válido assinar o Prime Video; há opções de conteúdo muito boas por um preço bem acessível. Claro que outros streamings tem títulos e recursos que o Amazon não tem, mas é uma opção bem em conta. Fica a seu critério escolher a melhor opção que se encaixa mais no seu perfil. Gostou das dicas? Então deixe seu comentário ou sugestão pra gente! XD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Vinícius Irizaga