Arte

Emprego

Post Page Advertisement [Top]

Sabe aquele dia que parece não terminar e com mil tarefas pra fazer? Aí você vai pra casa completamente exausta (o)! E quando o estresse toma conta? Nesses momentos mais complicados, a alimentação pode ser uma grande aliada da sua saúde. O chá, por exemplo, possui muitos benefícios e é um alimento consumido pela humanidade há milênios.

De acordo com a nutricionista Vanderleia Scussel, a cultura do chá só se fortaleceu ao longo do tempo e é uma prática muito positiva. "Certamente os chás estão presentes na evolução das ciências desde que as enfermidades começaram a surgir, e também fazem parte da história da humanidade, retratando e preservando hábitos e costumes de nossos ancestrais.  Lamentavelmente, o homem moderno e urbano esquece de como aproveitar tudo o que as plantas generosamente nos oferecem. Elas podem curar a alma, acalmar as dores, aliviar as tensões e fortalecer vínculos quando o chá é compartilhado".


E o cuidado na hora de escolher o tipo de chá vai muito além da preferência por sabores, aromas ou plantas. O ideal é optar por ervas e frutas frescas, e por chás naturais. Os industrializados passam por vários processos de manipulação durante a produção com risco de contaminação e aditivos químicos para aumentar o tempo de conservação. 
Preparando o Chá 

  • Você deve ficar atento (a) com relação à higiene do fruto ou erva usada e o melhor é dar preferência para ervas frescas e livres de agrotóxicos e fertilizantes. 
  • Não utilize vasilhas de alumínio para o preparo e não deixe as ervas por mais de 10 minutos na cocção.
  • Descarte o chá com mais de 8h de preparo, pois pode oxidar; observar também as indicações, quantidades e forma de preparo. Geralmente é utilizada uma colher de chá de ervas para uma xícara de água.
"Tomando esses cuidados primordiais é possível usufruir plenamente dos benefícios das ervas que, além das propriedades medicinais, agem em nosso corpo energeticamente através do olfato, banhos e aromas. Possuem muitos elementos que beneficiam o emocional e o equilíbrio, ajudando nos males da ansiedade e outras sequelas da vida moderna. Basta ficar atento às propriedades de cada uma para fazer as melhores escolhas", ressalta Vanderleia.
A especialista também alerta para o alto consumo do produto, pois também não deve ser ingerido em excesso. "Para uma dose segura, nenhum chá deve ser tomado em quantidade acima de três xícaras diárias. Um dos principais perigos é a interação medicamentosa: drogas que estejam sendo tomadas paralelamente podem ser anuladas ou potencializadas com o uso dos chás. Por isso, uma anamnese individual feita por um profissional de saúde especializado é importante para uma correta indicação de fitoterápico adequado para cada situação", orienta a nutricionista. 

Confira os benefícios das ervas:
Melissa (Melissa officinalis) - Também conhecida como erva-cidreira, tem óleos essenciais que acalmam levemente;
Camomila (Matricaria recutita) - Tem efeito calmante e digestivo, melhorando o bem-estar;
Erva-de-são-joão (Hypericum perforatum) - Eficiente para combater a depressão;
Maracujá (Passiflora incarnata) - Ajuda a controlar crises de ansiedade e depressão;
 Valeriana (Valeriana officinalis) - Melhora o sono;
 Alecrim (Rosmarinus officinalis) - Energético natural, que deve ser usado somente durante o dia para não alterar o sono. 


Você pode também entrar em contato com a nutricionista pelo e-mail vandescussel@gmail.com ou telefone (54) 99658-5636.

*Fotos ilustrativas: Pixabay.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Vinícius Irizaga