Full width home advertisement

Arte

Emprego

Post Page Advertisement [Top]



Um dos hobbies mais bacanas de quem curte filmes, séries, HQs e outros nichos da Cultura Pop é o cosplay. E quem é fã de Star Wars capricha no visual. Personagens como Princesa Leia, Luke, Rey e tantos outros inspiram fãs no mundo todo na hora de escolherem uma figura da série para representar.

E é no vilão Kylo Ren que o vendedor/balconista Antonio Dunko se transforma. O comerciante, de 50 anos, mora em Curitiba, Paraná, e começou a fazer cosplay do personagem após ver o filme “Star Wars: Episódio VII - O Despertar da Força” (2015). O complexo antagonista da trama, filho da heroína Princesa Leia e do contrabandista Han Solo e neto do vilão icônico Darth Vader, foi o primeiro personagem encarnado por Dunko.





“A primeira roupa curti muito, pois confeccionei o capacete todo e essa roupa utilizei em uma segunda-feira de Carnaval na casa de amigos, onde fui a sensação. E logo depois participei de um concurso onde fui Primeiro Lugar. Já estou usando uma segunda roupa, bem mais parecida com o original, que atualmente participo de eventos e trabalhos como cosplayer”, explica.





De acordo com o fã da saga, as pessoas interagem bastante com Antonio quando ele se transforma no personagem: “E eu curto muito... E retribuo com muito carinho e atenção a essas pessoas que pedem para tirar fotos comigo, quantas forem necessárias, pois já houve  um evento em que a pessoa queria tirar foto, mas o celular não tinha câmera frontal e as fotos não ficavam legais; foi onde pedi para outra pessoa bater a foto, que acabou ficando legal. Pense numa pessoa que ficou feliz, ao ter aquela foto com Kylo Ren", conta.

Conselho Jedi Santa Catarina

E falando em amor à saga, um dos Estados que possui Conselho Jedi é Santa Catarina. O grupo foi criado em 2015 e busca reunir os fãs da franquia. Quem quiser se filiar e saber mais informações pode acessar o site (www.conselhojedisc.com.br) ou Facebook (www.facebook.com/conselhojedisantacatarina).

Sobre Star Wars

A saga surgiu no mundo todo com “Star Wars: Episódio IV - Uma Nova Esperança” (1977) e trouxe o protagonista Luke, um jovem que se descobre filho de um Cavaleiro Jedi e que precisa tomar parte em uma grande luta contra o tirano Império. Da trilogia original, há as sequências, “Episódio V: O Império Contra-Ataca” (1980)  e “Episódio VI: O Retorno de Jedi” (1983).

Anos depois, os filmes da série criada por George Lucas foram retomados, com “Episódio I: A Ameaça Fantasma” (1999), “Episódio II: Ataque dos Clones” (2002) e “Episódio III: A Vingança dos Sith” (2005), que traz história do aprendiz de Jedi Anakin Skywalker, cujas escolhas vão mudar a vida de todos.

E em 2016, foi lançado “Rogue One – Uma História Star Wars”, que se passa antes dos eventos de “Uma Nova Esperança”. Na trama, um grupo de rebeldes embarca em uma arriscada missão para roubar os planos da Estrela da Morte, uma estação bélica e terrível arma de destruição em massa. Já em 2017, foi lançado o Episódio VIII: Os Últimos Jedi", e em 24 de maio deste ano, estreia o derivado "Han Solo: Uma História Star Wars".

Atualmente a maioria dos filmes de SW estão disponíveis na Netflix, menos “O Despertar da Força”, "Os Últimos Jedi" e “Rogue One”.

Matéria publicada originalmente em 9 de agosto de 2017.


*Texto: Vanessa Irizaga, jornalista formada em Comunicação Social/Jornalismo, trabalha na Contato Internet e é idealizadora do site Mistura Alternativa.
*Imagens: arquivo pessoal do entrevistado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Vinícius Irizaga