Full width home advertisement

Arte

Emprego

Post Page Advertisement [Top]

Os youtubers estão dominando o mundo. Gastronomia, beleza, moda, humor e literatura são apenas alguns dos nichos que inspiram esses criadores de conteúdo ao produzirem seus vídeos. Vamos falar sobre alguns deles aqui no Mistura Alternativa!

Bruno Miranda

O youtuber catarinense Bruno Miranda tem 21 anos e já acumula muita bagagem cultural e experiências de vida. O rapaz, natural de Içara, mora em São Paulo há 1 ano e começou a produzir conteúdo para internet como um grande hobby. De lá pra cá, já lançou até um livro, “Azeitona”, pela Planeta do Brasil, com o selo Outro Planeta, em 2016. Na história, dois jovens vão parar num reality show sobre casais adolescentes que vão ser pais. Só que eles não têm vínculo nenhum e muito menos filho, então imagine a confusão.

E o início dessa estrada, iniciou lá em 2007, quando Bruno teve alguns blogs de curta duração sobre temas diferentes, até encontrar um nicho do qual mais gostava.  “Em 2010, fiquei apaixonado por livros e decidi falar sobre isso. Dois anos depois, eu publiquei o primeiro vídeo para mostrar os últimos livros que eu tinha comprado, ainda só pra postar no blog. Os vídeos começaram a ter mais destaque, e eu descobri que eu amava produzir esse tipo de conteúdo. Então decidi que queria também abordar outros temas e, no ano seguinte, publiquei meu primeiro vídeo de humor. Uma coisa foi levando à outra, inclusive ao meu primeiro livro mais tarde. Só que literatura é um nicho difícil para crescer porque o público é menor do que o que consome humor, por exemplo. Então não foi nada muito planejado”, lembra.



E engana-se quem ache que para criar um vídeo e só ligar a câmera e falar o que vem à cabeça, sem qualquer planejamento.  “O processo para mim tem muitas etapas e o vídeo todo é roteirizado. Começa com ideias que surgem no dia a dia — que assim como ideias para livro, quando você está aberto a produzir, elas aparecem. Eu anoto tudo e na hora de sentar pra escrever, escolho um e faço uma lista de tudo que consigo pensar sobre aquele tema. Escolho o título, que vai determinar o foco do vídeo, e depois escrevo o roteiro. Escrevo no formato que é usado em cinema, tanto porque é mais fácil trabalhar com mais personagens, e também porque queria aprender para poder trabalhar em outros projetos fora do Youtube”, explica o jovem.

E a repercussão dos vídeos chega até Bruno pelo público. “Como os vídeos são baseados nas minhas experiências, eu pego as ideias do meu próprio dia a dia. Mas ser abordado na rua acontece com bastante frequência e eu fico muito feliz. É uma sensação de ter amigos em todos os lugares. Quando fiz o lançamento do meu livro, fui para oito cidades no Brasil todo e até hoje é meio inacreditável para mim estar na outra ponta do país, por exemplo, e ter tanta gente que foi me encontrar e me conhece”, conta. 

E falando em livros, a próxima publicação criada pelo jovem deve sair no segundo semestre desse ano e, assim como “Azeitona”, também é focado em relacionamentos familiares. “Quero dar os primeiros passos esse ano também para outros projetos fora da internet, tanto trabalhando com roteiro quanto atuando”, revela.

E para quem deseja trilhar esse caminho da internet, Bruno repassa algumas dicas: “Eu acho que assim como quem quer escrever precisa ler muito, quem quer produzir conteúdo precisa consumir muito. Só assim você sabe que vai estar fazendo uma coisa nova. E também tem o ‘seja você mesmo’, que por incrível que pareça, é uma coisa que vem com o tempo. No geral, a pessoa tem que gostar muito de criar o conteúdo e isso tem que ultrapassar dinheiro ou popularidade, porque só assim ela vai dedicar tanto tempo, e sem receber nada em troca no início. Não vai pensar duas vezes ao estudar mais, se reavaliar, melhorar...”, destaca.

*Texto: jornalista Vanessa Irizaga, formada em Comunicação Social/Jornalismo, atualiza o Portal Contato e é idealizadora do Mistura Alternativa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Vinícius Irizaga