Como estudar para concurso



A conquista do emprego dos sonhos não é fácil, e requer persistência das pessoas. Se o foco é um trabalho com bom salário e estabilidade, o concurso é uma opção para quem considera esses aspectos importantes na vida.

Entre os motivos que leva alguém a se aventurar no mundo dos concursos é a independência financeira. Essa foi uma das razões que levou o advogado André Afonso Tavares, 24 anos, a estudar para as provas. Essa caminhada começou em 2010 e também serviu para completar os estudos jurídicos. O rapaz é formado em Direito, tem especialização em Direito Público e outra em Auditoria aplicada ao Setor Público (Governamental). Hoje cursa graduação em Ciência Contábeis.

No início, surgiram dúvidas, mas o jovem foi se organizando com o tempo. “O primeiro passo é definir em qual área você pretende ‘concursar’. Depois disso, você precisa planejar as disciplinas que necessita dominar. Cada área possui um núcleo de disciplinas em comum. Isso você vai encontrar no edital de concurso do cargo ou da área que você almeja, o qual é o documento que declara as ‘regras do jogo’. Você precisa, definitivamente, conhecê-las antes de iniciar sua preparação. Feito isso, você precisa de planejamento. Entendo que o planejamento deve ser pessoal e personalizado para cada estilo de pessoa. Existem diversas dicas, planos e receitas espalhadas por aí. Nunca segui nenhuma específica. Tentei sempre pegar o que funcionava para mim. Por exemplo, acredito que nunca defini exatamente quantas horas deveria estudar por dia. Sempre me pautei pelos conteúdos do edital”, ressalta.

O jovem destaca que, para fixar o conteúdo, é bom reler o material de estudo para assimilar melhor. “Você precisa dominar quais os conteúdos mais exigidos, como as questões são colocadas na prova e qual o estilo e entendimento da Banca Examinadora que irá organizar o seu concurso. Erre o máximo de questões antes da prova pretendida. Cresça com seus erros e diminua ao máximo as chances de cair algo que você não tenha visto antes”, explica.

Sobre a importância de reforçar o estudo, a consultora de vendas da Contato, empresa de tecnologia, Sacha Figueiredo, que também se dedica a provas, diz que está focada no concurso do  Departamento de Administração Prisional (DEAP) de Santa Catarina para agente penitenciário, que está para sair este ano. O conteúdo inclui Informática, Português e Direito.



“Eu estou fazendo cursinho e, no dia em que eu não faço, eu estudo com vídeos no YouTube”, conta. Além disso, a colaboradora utiliza outros recursos para estudar. 
“Como é Direito e tem bastante leitura, eu faço gravações e escuto no celular”, explica. 

A jovem é formada em Processos Gerenciais e pensou em fazer a graduação para estudar para concursos. O curso envolve áreas como contabilidade, administração e finanças.

André também utiliza a tecnologia no seu dia a dia de concurseiro, aliando meios diversos de obter conhecimento. “Todos são válidos, de acordo com o que funciona para você. Hoje eu gosto de estudar assim: utilizo aulas presenciais ou telepresenciais/videoaulas quando a matéria é nova para mim. Serve para dar uma melhor introduzida nos estudos, ‘falar a língua da matéria’. Depois de familiarizado, prefiro a leitura por conta própria, impressa ou por meio digital, acompanhada de meus resumos, esquemas e revisões para sintetizar os conteúdos”, destaca. 

O advogado conta que já obteve aprovações em 1º lugar para Controlador Interno de Agrolândia/SC, 2º lugar para Auditor Fiscal de Nova Trento, 4º lugar para Auditor Interno de Balneário Camboriú/SC, entre outras.
 
“O último concurso que prestei foi ano passado para o TCE-SC, cargo de Auditor de Controle Externo, que possui um nível de dificuldade e concorrência muito alto, assemelhado à Magistratura ou Promotoria. Por muito pouco não fui aprovado, mas realmente fiquei muito satisfeito com o desempenho. No momento, dedico-me aos concursos na área Auditoria de gestão pública, nível estadual ou federal. Também me interesso pela Magistratura, a qual meu objetivo inicial quando ingresso no curso de Direito. Acontece que sou muito apaixonado pela Advocacia, então, no momento, tento buscar um cargo que não me impeça totalmente de exercê-la, tal como Auditor de Tribunal de Contas”, revela. 

Conselhos para novos concurseiros:

- Tenha objetivos bem definidos e saiba por que deseja prestar concurso;           
- Pense que os ganhos virão em longo prazo e a paciência é fundamental nesse processo;
- Alternar as matérias pode ajudar você a fixar de forma mais abrangente o conteúdo, além de colocar sua memória para trabalhar!
- Revise seu conteúdo para as matérias estarem sempre “fresquinhas” em sua mente;
- A tecnologia pode ajudar você a se preparar: vídeos de outros concurseiros, cursos online e demais recursos podem ajudar em sua luta;
- Uma comida mais leve na véspera da prova cai bem para não ocorrer nenhum imprevisto;
- É normal ficar nervoso, mas é preciso confiar no estudo e na memória.

*Texto: Vanessa Irizaga/Jornalismo Contato.
*Fotos: Vanessa Irizaga e arquivo pessoal do entrevistado.
Compartilhe no Google +

Sobre Vanessa Irizaga

O autor desta postagem é um dos escritores do site Mistura Alternativa. Gostou? Comente abaixo.