Emprego

Post Page Advertisement [Top]

Foto: Disney/Marvel.
A mais nova série da Marvel, “Gavião Arqueiro”, começa voltando no tempo e nos relembrando da famosa batalha de Nova York, ocorrida no filme Os Vingadores (2012). O streaming do Disney Plus disponibilizou os dois primeiros episódios do seriado. 

Vemos, no começo do primeiro capítulo, sob a perspectiva de uma Kate Bishop (Hailee Steinfeld) ainda criança, o desespero diante da ameaça do exército Chitauri de Loki (Tom Hiddleston) e, ao mesmo tempo, o sentimento de inspiração ao ver Clint Barton (Jeremy Renner) enfrentando os alienígenas munido apenas com arco e flecha.

Marcada pela morte do pai, Kate toma para si a responsabilidade de cuidar da família que restou, no caso ela mesma e a mãe, a empresária Eleanor (Vera Farmiga), dona de uma empresa de segurança. Acumulando medalhas de competições esportivas e se preparando fisicamente, a garota vê num suspeito ataque a um leilão clandestino a oportunidade de começar sua jornada como heroína.

Pegando o antigo traje do Ronin “emprestado”, identidade que Barton assumiu após perder a família no estalo de Thanos (Josh Brolin) e virar um justiceiro, a moça se depara com a atrapalhada Gangue do Agasalho, que pensa que a jovem é o verdadeiro mascarado.

Longe da ação, o Gavião Arqueiro, mais cansado e com a audição afetada pelos anos como vingador, passa um tempo com os filhos, mas seu passado sempre acaba voltando, como no momento em que o personagem lembra de Natasha Romanoff (Scarlett Johansson), enquanto assiste ao musical bem espalhafatoso e “vergonha alheia” sobre o Capitão América, ao lado da família.

É só ao ver na televisão sobre a volta do mascarado que deu fim a vários bandidos que Clint percebe que o que ele viveu não ficou lá atrás. O herói vai ao encontro de Kate para ajudá-la com a gangue, mas ele reluta em uma maior aproximação da jovem, que é fã do vingador.

Em meio a isso, a garota tenta descobrir quem realmente é seu padrasto, pois o homem parece esconder algo e ainda pode estar ligado a uma morte. Apesar dele parecer suspeito, a mãe da garota pode ter algum envolvimento nesse emaranhado de mistérios pelo que vemos até aqui.

Além da ação e mistérios que acompanhamos nos filmes e séries da Marvel, o cotidiano, o real é o que move este seriado. Kate, assim como o protagonista, não tem poderes, contando apenas com sua inteligência e habilidades. Então ver a dupla passando na farmácia após um embate físico ou interagindo, brincando com um cachorro, aproxima o público e os próprios heróis, vistos pelas outras pessoas como figuras inalcançáveis, geralmente. A série tem um interessante e agradável começo. Vamos esperar pelos próximos episódios! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Vinícius Irizaga