Emprego

Post Page Advertisement [Top]

Imagens: Marvel Studios/Disney.
E chegou o tão aguardado primeiro episódio de "Loki", série original do Disney Plus focada no vilão interpretado por Tom Hiddleston que se tornou um dos melhores personagens da Marvel no cinema. Os episódios serão disponibilizados toda quarta-feira pela plataforma de streaming.

Neste capítulo, que serve mais como uma introdução sobre como funciona a Autoridade de Variação Temporal (AVT), instituição que fiscaliza atividades que afetam a linha do tempo e vai em busca dos agentes causadores dessas alterações - eles são chamados de variantes e, Loki, nesse caso, é um deles!
No começo da série, encontramos Loki em Nova York, em 2012, após ser vencido pelos vingadores e prestes a ser encaminhado para a prisão. Só que como vimos em "Vingadores: Ultimato" (2019), a trapalhada de Tony Stark (Robert Downey Jr.) e Homem-Formiga (Paul Rudd) para pegar o cubo cósmico resulta na fuga de Loki.

No seriado, descobrimos que ele vai parar na Mongólia, só que é pego por agentes da AVT. Na sede da instituição, o Deus da Trapaça enfrenta seu pior pesadelo: um mundo burocrático e cheio de regras, algo que ele não está nada acostumado, já que o irmão de Thor (Chris Hemsworth) sempre agiu sem pensar nas consequências.

Na AVT, o protagonista não consegue nem usar seus poderes ou orquestrar um plano de fuga com sucesso - até mesmo as Joias do Infinito, que tanto causaram em "Vingadores: Guerra Infinita" (2018), de nada servem lá. A não ser como pesos de papel, como ficamos sabendo.

Assim, Loki se vê tendo que cooperar com a instituição e aí que Mobius, o interessante personagem de Owen Wilson - mais conhecido por estrelar comédias como "Penetras Bom de Bico" e "Bater ou Correr" - entra em cena. O agente salva Loki de uma execução certa ao propor que ele ajude na captura de outra variante do tempo que está tocando o terror, matando agentes da AVT. Essa ameaça é, nada mais, nada menos do que o próprio Loki - ou melhor, uma das versões do personagem. 

A misteriosa figura encapuzada já deu as caras num dos trailers de divulgação da série e a pergunta que fica é que, se realmente essa persona é Loki, qual dessas versões estaria cometendo esses crimes - já que Loki já foi uma mulher, um menino e até animais! - e com que propósito. 

Um dos aspectos mais legais do seriado são os recursos utilizados pela narrativa para situar o público com relação ao que está acontecendo. Por exemplo: numa das cenas mais engraçadas, Loki está numa fila aguardando ser chamado e assiste a um vídeo institucional, no qual vemos, de modo bem lúdico, como funciona a AVT e porque o simples fato de alguém criar uma ramificação na linha do tempo pode se tornar algo caótico para a harmonia do universo e para a existência de todos os seres. 

Desse modo, a série utiliza a fofa e controladora Senhorita Minutos, a mascote da AVT, num desenho que lembra muito o trabalho do estúdio Hanna-Barbera - Scooby-Doo, os Jetsons, Flintstones -. Também foi uma alternativa semelhante a utilizada no filme "Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 1" para explicar a história dos "Três Irmãos" do livro "Os Contos de Beedle - O Bardo", de forma criativa. Ah, sim, e esse é um episódio com muitos conceitos, regras, explanações...tomara que, nos próximos capítulos, isso diminua consideravelmente, pois afeta um pouco o ritmo da trama da Marvel. 

Um ponto positivo é as inúmeras situações que Loki vivencia que remete a muitos momentos nossos cotidianos - quando ele passa por um detector que verifica se o visitantes são robôs e ele próprio chega a duvidar se seria ou não um. Isso me fez lembrar quando temos de deixar chaves, moedas e outros penduricalhos para conseguir entrar em uma agência bancária.

Vale destacar também a sempre excelente interpretação de Hiddleston, que entrega momentos emocionantes, principalmente nas cenas em que o deus asgardiano vê as ações e memórias do Loki do futuro - aquele que morreu em "Ultimato" pelas mãos de Thanos (Josh Brolin). 

A morte de sua mãe, Frigga (Rene Russo), ou de Odin (Anthony Hopkins), após dizer que ama seus filhos, causam um grande impacto no personagem. Resta saber se esse Loki fará escolhas mais acertadas que sua outra versão. Só que, se tratando do personagem, é bem difícil determinar o que ele fará em seguida. E que venha o segundo episódio dessa jornada bem imprevisível. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Vinícius Irizaga