Arte

Emprego

Post Page Advertisement [Top]

Foto: Amazon Prime/Good Omens/Facebook. 
Sabe aquela série que você não sabia que precisava ver e que acabou sendo uma agradável surpresa? "Good Omens" ou "Belas Maldições", do Amazon Prime, é uma minissérie com apenas seis episódios que acabam num piscar de olhos e você só pensa: "ah, mas já?". É engraçada, tem um texto esperto cheio de referências e é inspirada no livro de Neil Gaiman ("Deuses Americanos") e Terry Pratchett ("A Cor da Magia")

Na história, o anjo Aziraphale (Michael Sheen, de "Anjos da Noite"), um apaixonado por livros, e o demônio Crowley (David Tennant, de "Doctor Who"), um fã do Queen!, estão na Terra desde o começo de tudo, observando vários momentos vividos pela humanidade. Apesar de estarem em lados opostos - afinal, os dois têm "chefes" diferentes -, esses seres tão distintos viram amigos e se acostumam com a vida entre os humanos. 

Um dia, eles se metem numa confusão envolvendo o filho do "Tinhoso", pois, em teoria, o menino seria "adotado" por um diplomata e sua esposa, resultando numa troca de bebês. Resultado: o anticristo acaba sendo criado como um garotinho normal, no interior da Inglaterra, por um casal simples, enquanto os dois trapalhões tentam "treinar" a outra criança levada para casa do representante do governo para que ela ceda para lado do Bem ou para o Mal. O que eles não sabem é que é o garoto errado!

Quando o chefe do nosso protagonista angelical, o arcanjo Gabriel (Jon Hamm, de "Mad Men"), exige que o anjo encontre o garoto pois o dia do Apocalipse se aproxima, ele começa a desconfiar que o menino talvez não seja quem ele e Crowley procuram. Cabe à dupla encontrar o garoto certo antes que seja tarde. O mais engraçado é que nenhum dos dois deseja o tal do Juízo Final pois acabaram gostando da vida terrena com todas as suas peculiaridades: as refeições, os carros, as músicas...

E não é só a atrapalhada dupla que está em busca do menino, a descendente da profeta Agnes Nutter, Anathema (Adria Arjona, de "Operação Fronteira"), também está tentando encontrar o garoto e procura pistas nas profecias da distante parente. E falando em família, o descendente de um caçador de bruxas, Newton Pulsifer (Jack Whitehall, de "Bad Education"), também vai em busca da história de seus antepassados. Aí o caminho dele se cruza com o da bruxinha. A minissérie é cheia de trocadilhos com muito humor irônico inglês e referências até ao próprio Gaiman - repare na cena em que Aziraphale e seus aliados tentam passar pelo guarda da Base Militar: o rapaz está lendo um livro do escritor!

Outra curiosidade são as "cutucadas" que a série dá a alguns comportamentos humanos: o fato de sugerir que os caçadores de bruxas eram "tapados", farsantes e que não reconheceriam seres com poderes nem se existissem de fato; que, além da Morte e da Guerra, os atuais Cavaleiros do Apocalipse são a Fome, dono de uma rede de fast food, e a Poluição; e, por fim, o trânsito que, na série, é quase uma extensão do Inferno, uma obra que levava as pessoas a um círculo infinito e mortal - uma baita metáfora para os nossos engarrafamentos quilométricos das grandes cidades.

Vale ressaltar aqui a participação da atriz Miranda Richardson ("Harry Potter e o Cálice de Fogo") como uma médium com um ar de charlatã; a premiada Frances McDormand ("Três Anúncios para Um Crime"), que é a narradora da série e também Deus, e Benedict Cumberbatch ("Doutor Estranho"), sendo a voz original de Lúcifer na história, que surge apenas no final da trama. Vale muito assistir a "Good Omens"! Se você já conferiu, deixe seu comentário! XD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Vinícius Irizaga