Arte

Emprego

Post Page Advertisement [Top]

Muitos heróis têm uma identidade secreta, mas o Batman do Brasil, homenageado na sessão do Legislativo de Criciúma, em Santa Catarina, na última segunda-feira, dia 25, retirou a máscara e recebeu uma Moção de Aplauso em reconhecimento ao trabalho social que realiza junto às crianças em tratamento oncológico. No Mistura, nós já contamos um pouco da história desse herói - confira aqui.
Com moto, uniforme e máscara que lembram o ator Christian Bale, que encarnou o personagem no cinema, na trilogia dirigida por Christopher Nolan, o empresário Cristiano Zanetta cativa crianças e adultos por onde passa. Natural de Clevelândia, no Paraná, Zanetta, de 38 anos, é formado em Educação Física, proprietário de uma academia e mora hoje em Urussanga. 
Há 12 anos o voluntário visita semanalmente hospitais que realizam tratamento oncológico e auxilia na recuperação de crianças com câncer auxiliar a trabalhar a autoestima dos pequenos. Ele agradeceu a oportunidade e disse que oferece cursos para todo o Brasil. “Por muito tempo enfrentei a luta sozinho, mas conseguir fazer com que a pessoa saia de uma depressão, é muito gratificante”, disse.
Conheça a história do Batman do Brasil
Aos 2 anos, o homenageado se mudou com a família para Santo Antonio da Patrulha (RS), cidade onde um incêndio destruiu sua casa. Suas irmãs dormiam no momento, e os Bombeiros as resgataram, episódio marcante na sua vida. Sua professora, posteriormente, o identificara com um possível resquício do trauma pelo qual havia passado; em tratamento, a psicóloga traçou paralelo entre os bombeiros e o super-herói: não possuem superpoderes, mas mesmo assim, salvam pessoas.
Cristiano passou a ler histórias, observar as ações e atitudes do combatente do crime, e se identificou cada vez mais com o “Homem-Morcego”. Desde então, ele nunca mais se dissociou do personagem. Aos 24 anos, já casado, morando em Urussanga, graduou-se em Educação Física pela Unesc. 

Na época, o pai fora acometido por um câncer, mas recuperou-se após ser motivado pelo filho. Cristiano fez uma promessa ao seu pai: decidiu exercer voluntariamente um trabalho social em hospitais, inspirado nos “Doutores da Alegria”.
Ele entraria nos hospitais com a finalidade de motivar crianças com câncer e em depressão, para que tivessem força e lutar por suas vidas. E que faria isso caracterizado de Batman. Foi barrado em três hospitais onde tentou cumprir essa promessa. Uma nova enfermidade do pai o levou ao extremo de suas emoções, reforçando sua iniciativa de ir aos hospitais levar motivação às crianças.
Porém, dessa vez nada o impediria, o “Batman do Brasil” estava determinado. Ainda que tivesse que fazê-lo escondido. Uma semana antes da Páscoa de 2014, recebe uma ligação de uma mãe desesperada, pois o filho dela estava com câncer, deprimido, ao ponto de rejeitar o tratamento. Esta mãe pediu que ajudasse a convencer seu filho a passar pelo tratamento.
Cristiano não hesitou, consegue entrar no hospital, e de forma audaciosa, para causar impacto, entra no quarto da criança internada, numa aparição dramática que quebrou a inércia daquela criança, e também a porta do quarto do hospital.
Naquele momento, a criança espantada olha para a mãe e pergunta se ela havia chamado o Batman em seu socorro. A mãe emocionada – pois não ouvia a voz do filho há tempos – respondeu que sim.
O “Batman” então se senta ao lado daquela criança, e explica a necessidade do tratamento. Um enfermeiro aparece com a finalidade de expulsá-lo do hospital, onde havia entrado de forma sorrateira. Pensando rápido, diz à criança que o enfermeiro era o Lanterna Verde, que coletaria seu sangue para levar à Liga da Justiça - incentivando o menino a dar continuidade ao tratamento
No dia seguinte a esse episódio, recebe telefonema da médica responsável pelo setor da oncologia pediátrica, perguntando se quem falava era o Batman, por mais inusitado que pudesse parecer. Acreditando que a chamada era para tratar da porta quebrada no dia anterior, ela surpreende. Diz a Cristiano que sabia que suas visitas traziam respostas positivas das crianças, e falou em especial sobre esse menino. 
E que a partir daquele momento, ele estaria livre para desenvolver seu trabalho com as crianças, e que seria bem-vindo a qualquer momento. A partir daí, ele passou a fazer visitas semanais às crianças, e há doze anos permanece fazendo este trabalho.
Você pode conhecer mais sobre o trabalho realizado pelo Cristiano no Facebook, em Batman do Brasil ou em Super Hero. 

*Com informações da jornalista Daniela Savi/Assessoria de Imprensa.
*Fotos: arquivo Batman do Brasil, Mari Rosa e Clara Fernandes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Vinícius Irizaga