Fotógrafo cria imagens incríveis de cosplayers


A arte de fotografar requer um olhar apurado para captar as melhores imagens. E um dos registros mais legais é a foto de cosplay, o hobby em que fãs de séries, animes, livros e outros nichos da Cultura Pop usam roupas, acessórios, e incorporam a personalidade de seus personagens preferidos.

E o fotógrafo Vitor Silveira tem a incrível missão de registrar os cosplayers. As fotos trazem o colorido e as texturas das vestimentas, e toda a atitude dos fotografados. Personagens de filmes, HQs e cultura japonesa dão vida às imagens do profissional natural de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, que se dedica às fotos desde muito jovem.




Eu fotografo desde criança, desde os meus 10, 12 anos. Meu pai trabalha como assessor de comunicação empresarial em uma estatal federal, e muitas vezes ele fotografava os acontecimentos e ações da empresa. Foi com ele que comecei a ter contato com a fotografia. Enquanto criança/adolescente eu não era focado em fotografia, fazia fotos mais por ajudá-lo na cobertura de eventos empresariais”, lembra. 

E de um hobby surgiu a oportunidade de trabalhar na área para valer e, depois, de se aventurar em outro nicho. “Em 2006, eu estava indo com uma amiga bater perna no shopping, quando encontrei na rua um garoto com cosplay, e identifiquei na hora: era Terry Bogard do jogo Fatal Fury! Perguntei a ele se estava havendo em Porto Alegre algum evento - eu sabia que, em São Paulo, realizava-se eventos de anime, através de revistas de videogame que existiam na época - e ele me respondeu que sim, e era ali perto. Como andávamos sem compromisso, topamos ir para conhecer. Fosse um evento ruim, iríamos embora. O evento era o Animextreme e realizava-se no Colégio La Salle Dores, no bairro Centro. Por sorte, eu estava com minha velha câmera, minhas primeiras fotos de cosplay acabaram sendo desse evento. Em 2006, foi quando eu descobri que havia sim eventos aqui na minha cidade, e passei a frequentá-los como visitante. Em 2011, foi que eu passei a ir aos eventos com o intuito de fotografar com mais apuro técnico e compromissado”, conta.




Para fazer este tipo de foto, segundo Vitor, é importante conhecer técnicas de enquadramento, ajuste de exposição, além de saber sobre os personagens retratados. “A dica que eu dou é evitar os indesejados cortes nas fotos, como cortar os pés e os braços, ande para trás para buscar o melhor enquadramento ou aproxime-se mais para fazer uma foto de close - podendo sim cortar na altura da cintura. Os cosplayers simplesmente adoram quando se pede para fazer mais fotos, é sinal de que seu trabalho agrada, isso os recompensa! Não deixe passar a oportunidade em pedir para que façam outra pose”, ressalta.

Ele destaca também que mesmo os locais mais simples podem ser bons cenários para as fotos, pois o interessante é o personagem interagir com o ambiente, seja um local específico de um evento ou em um parque, uma casa ou mesmo na praia.




A outra parte bacana desse trabalho é os laços que vão se criando com os cosplayers: “A interação é tranquila por mim, é uma reação normal porque, ao longo do ano, são muitos os eventos que se realizam em minha cidade, e acabo revendo as mesmas pessoas, volto a fotografá-las com outros cosplays, acabamos conversando sobre o trabalho que o/a cosplayer teve em fazê-lo, e assim amizades acabam surgindo. Essa é a parte boa da socialização através dos eventos de anime”, revela o jovem.

E além de fotografar, Vitor já esteve do outro lado das lentes. “Já fiz cosplay sim, faz tempo. Fiz cosplay de Kakuzo do Naruto, em 2010, na companhia de amigos. Nós queríamos fazer um grupo da Akatsuki e Minakata Moriya do jogo The Last Blade, em 2013. Tenho em mente um terceiro cosplay que gostaria de fazer, quem sabe eu desengaveto o projeto e faça”, comenta.




Colecionando experiências e amigos

Vitor é um dos profissionais com conteúdo mais visitado por dia no ranking do site worldcosplay.net. Ele está entre os dez mais acessados. Você pode conferir o ranking no site (clique aqui).

Já na lista geral, que inclui cosplayers, cosmakers e outros, o fotógrafo está na 13º colocação há meses. E no WorldCosplay, Vitor representa o Brasil e incentiva amigos cosplayers a compartilharem seus trabalhos nesse endereço eletrônico, que estimula a interação dos membros da comunidade cosplayer mundial.


Vitor, ao contar sobre o começo de sua história com a foto e o cosplay, relembrou momentos marcantes, principalmente dos eventos. Dos que participou aqui em Santa Catarina, o Anime Gakuen, em São José, e o Tanuki World Fest, em Criciúma, guarda muitas boas lembranças, e espera retornar em breve para outros eventos catarinenses. 

Dicas para fotos

“Eu digo que procurem por conhecimento e aprimoramento. Bonitas fotos são possíveis de se fazer usando o celular, uma câmera compacta e profissional, mas as fotos só ficarão apreciáveis aos olhos das outras pessoas se a gente procura usar da nossa melhor capacidade, fazendo dessas fotos as suas melhores lembranças”, ressalta o fotógrafo.


*Cosplayers das imagens: Reiju Cosplay, personagem Kougyoku Ren; Connaweir, personagem Xayah; Juka Crasoves, personagem Mai Shiranui; Pam’s Snow Stage, personagem Nozomi Tojo; Shi Chelminsk, personagem Miss Fortune; Amanda Trindade/Nyra Ringeril; Vall London, personagem Viúva Negra, e Vitor Silveira.

*Texto: Vanessa Irizaga, jornalista formada em Comunicação Social/Jornalismo, estudante de Pedagogia e idealizadora do site Mistura Alternativa.

Compartilhe no Google +

Sobre Vanessa Irizaga

O autor desta postagem é um dos escritores do site Mistura Alternativa. Gostou? Comente abaixo.