Cosplay: Dos animes e mangás para o mundo real

Fotos: arquivo pessoal e Geane Trindade.

Jovem encarna personagens e dedica-se ao estiloso hobby e à moda.

Quem nunca sonhou em viver altas aventuras, travar grandes batalhas e ser seu personagem preferido? Para muita gente se tornar um herói ou vilão é questão de dedicação e tempo. A estudante de Design de Moda do IFSC, Amanda Trindade, ou melhor, Nyra Ringeril, como é conhecida no meio cosplay, transforma-se em personagens de mangás (histórias em quadrinhos de origem japonesa), games, HQs e animes (animações produzidas no Japão) desde 2009, quando essa era uma área mais simples e nova. 

Natural de Sapucaia do Sul (RS), Amanda mora em Arroio do Silva (SC) desde 2015 e dedica o tempo entre os estudos e a paixão cosplayer. O atual curso ajuda a garota a se aprimorar ainda mais em seu hobby. 






"Eu trabalho com isso, antes fazia para vender também, mas agora não é mais o caso. Vendo apenas os meus depois de usá-los. Também participo dos eventos fazendo workshops e palestras, julgando concursos ou participando mesmo, e ajudando sempre que possível. Cosplay para mim, além de hobby, é uma profissão. E é tão incrível podermos ser quem a gente admira, nem que seja por pouco tempo", conta. 

E para se tornar um novo personagem o tempo empregado na criação do visual é bem relativo. "Depende muito do cosplay. Quando é simples é mais rápido. Uma saia de pregas lisa eu faço em meia hora, mas se ela tem fitas ou algum outro detalhe daí vai aumentando o tempo. Já uma armadura leva até um mês mais ou menos, porque além do tempo trabalhando nela, tem os intervalos para os produtos sobre a base secarem, e isso leva um bom tempo", explica.

De Sakura a Dragon Ball

Apesar de gostar de vários, Amanda tem seus mangás, animes e games favoritos. "No momento, eu estou vivendo 'Love Live!'. Eu assisto e jogo, eu acho incrível tantas roupas e tenho vontade de fazer tudo. Nele, minhas preferidas são a Umi e a Eli, já fiz vários cosplays delas, e também na nova geração do anime eu gosto da Riko. Dos mais antigos, Dragon Ball tem um espaço do coração. Sakura Card Captors e Zatch Bell. E vai aumentando conforme foram lançando outros. Mas eu acho que o que a história mesmo mais me encanta é Bakuman, que conta a história de dois garotos que querem ser mangakas. E Katekyo Hitman Reborn, que se passa com famílias da máfia. Ambos trazem histórias incríveis. E para quem não conhecem, eu super indico", recomenda. 

Apesar de várias pessoas gostarem desse universo, aqui no Extremo Sul a jovem não conhece muita gente que compartilhe da estilosa prática. "Bom, eu ainda não conheci ninguém do Arroio do Silva ou até mesmo de Araranguá que fizesse cosplay. Se tiver eu realmente gostaria de conhecer e marcar duplas e grupos. Mas na região eu conheço alguns subindo um pouco para Criciúma, Tubarão e arredores. Mas em Santa Catarina a maioria dos eventos são em Joinville e Itajaí, mas tem vários em Floripa também. E são mais nessas regiões que têm mais gente desse meio", explica.

Quer conhecer mais sobre o hobby da Amanda? Confira:


*Texto: Vanessa Irizaga.



Compartilhe no Google +

Sobre Vanessa Irizaga

O autor desta postagem é um dos escritores do site Mistura Alternativa. Gostou? Comente abaixo.