Arte

Emprego

Post Page Advertisement [Top]

"Shazam!" é um filme de super-herói que abraça seu lado mais "quadrinhos", de um jeito divertido e sincero. Mais do que fazer um longa cheio de ação e lutas entre o herói e o vilão, é uma produção preocupada em contar uma boa história e, nesse sentido, o filme acertou e muito!

"Shazam!" é baseado nas HQs da DC Comics e nos apresenta Billy Batson (Asher Angel/Zachary Levi), um menino de 14 anos que vem fugindo de lares adotivos para encontrar a mãe, que não vê desde criança. O garoto está um pouco longe de ser um modelo de candura, pois pratica furtos e rejeita de um modo grosseiro e orgulhoso a aproximação e a ajuda das outras pessoas.

Aí ele é adotado por uma nova família super acolhedora, mas mesmo assim ele só pensa em fugir. Até que salva o irmão adotivo Freddy (Jack Dylan Grazer) dos valentões da escola e corre para o metrô para escapar deles. E, como num passe de mágica, vai parar na caverna do Mago Shazam (Djimon Hounsou), que oferece seus poderes a ele. Billy, hesita um pouco, mas aceita e se transforma num adulto poderoso.
E, como qualquer adolescente que ganha um brinquedo novo, ele vai testar seus dons ao lado de Freddy, que é o melhor personagem do longa e entende tudo de super-heróis - se você espiar o quarto do guri, vai ver bonecos, a réplica da bala que atingiu o Superman, o Batarangue do Homem-Morcego e outros itens de colecionador. Muito massa!

Asher Angel entrega um Billy mais contido, mas que se sai muito bem nos momentos mais dramáticos, seja quando entra em atrito com Freddy ou quando precisa lidar com seu passado. E vamos falar um pouco também da versão adulta de Shazam, Zachary Levi, que se sai bem na comédia em geral, mas, às vezes, exagera no tom. Já nas cenas em que ele e o vilão se confrontam, ele é ótimo e nos remete muito ao Homem de Aço e ao ideal do herói em prol do Bem. 

A interação dele com Freddy é muito boa e as cenas da dupla fazendo os testes são bem dinâmicas e atuais com Freddy colocando os vídeos dos treinos no Youtube. Só que Billy começa a tirar proveito disso e se apresenta na rua aceitando dinheiro do público. 

As coisas mudam quando surge o vilão Doutor Silvana (Mark Strong), que deseja roubar os poderes do herói e conta com a ajuda maligna dos Sete Pecados Capitais - que não dão medo, mas protagonizam uma cena mais tensa do filme. 

Do embate entre Shazam e Silvana vão surgir muitas cenas divertidas, como a sequência em que estão numa loja de brinquedos e rola uma referência hilária ao filme "Quero Ser Grande", e outra em que estão se enfrentando e um menino observa a luta da janela de um prédio.

Em outra cena, Silvana é atingido por um Batarangue, e eu não consigo deixar de lembrar que, em "Kick-Ass", Strong também tinha problemas com alguém que fazia referência ao Batman - no caso, Nicolas Cage, interpretando o justiceiro "Big Daddy".

Todas essas menções são incríveis, mas o mais importante é a trama, que envolve pela ótima atuação das crianças e a abordagem de temas bem reais, como a importância dos laços familiares na formação de cada um de nós - perceba como a família tem um papel diferente para Billy e Silvana, mesmo que ambos tenham sofrido abandono e rejeição -, o bullying, a adoção e outros tópicos bem interessantes. 

O mais legal é que Billy reconhece que, tanto sua versão adolescente quanto seu lado mais heroico, só realmente vencerão o vilão quando perceberem que precisam das outras pessoas e que ninguém é bom o suficiente sozinho. E que ter poderes de nada adianta se você não tem um motivo pelo qual lutar. 

Ah, e fique após o filme terminar, pois há duas cenas pós-créditos. Uma que dá uma pista sobre o que acontecerá na continuação de "Shazam!", e a outra, uma piada interna sobre um certo herói da DC. E, você já assistiu ao filme? O que achou? Deixe seu comentário pra gente. XD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Vinícius Irizaga