Arte

Emprego

Post Page Advertisement [Top]

O período de isolamento social e a nova fase da quarentena provocados pelo novo coronavírus trouxeram ansiedade e aflição por não saber como será o futuro. Essa ansiedade pode desencadear outro processo, comer demais. Para se alimentar melhor, a nutricionista da Satc, Bruna Deolindo Izidro, sugere que se crie uma rotina alimentar, com horários definidos para fazer as refeições. “A rotina nos mantém organizados. Estabelecer horários para as refeições é fundamental. Não dá para esperar a fome chegar para ver o que irá comer. Isso é um grande erro”, avalia. 

Quem espera a fome chegar corre o risco de se alimentar mal, comendo produtos industrializados, ricos em sal e gorduras. “Refrigerantes, bolachas e alimentos industrializados congelados possuem poucos nutrientes”, ressalta a especialista. 
Uma dica valiosa é ter sempre frutas na geladeira. 

“Esse é o melhor lanche que existe, porque tem fibras, vitaminas e minerais, que trazem saúde e saciedade. Alimentos industrializados e ricos em açúcares são absorvidos rapidamente pelo organismo e isso faz com que sintamos fome mais rápido. Aí voltamos a comer. Só que como estamos mais em casa acabamos gastando pouca energia, podendo ser acumulada como gordura”, explica Bruna. 


As frutas da estação, a bergamota e a laranja, estão com preços bons e trazem um benefício ainda maior, a vitamina C. “Elas ainda vão ajudar a aumentar a imunidade”, pondera. 
Outra sugestão da especialista é não descuidar com a ingestão de água. “Por estar mais frio, as pessoas podem reduzir o consumo, mas beber água é fundamental. Uma dica, agora com o friozinho, é começar a consumir chás”, comenta a nutricionista.

*Com informações e foto da Assessoria de imprensa da Satc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Vinícius Irizaga